O sonho de João - Daniela Ribeiro



O sonho de João


Evita foi visitar João:
“Me dá um filho”, disse ele.
“Você deve estar louco,” disse ela. “Nem fodendo.”
“Mas você sempre quis ter um filho.”
“Quis, mas passou. Agora tenho um trabalho.”
...
“Tenho liberdade, sou dona do meu nariz. Sublimei. Sou uma mulher realizada.”
“Você não me convenceu.”
“E sua mulher?”
“Ela não quer.”
“Hmmn, sei. E o seu filho?”
“O que tem o meu filho?”
“Ele não vai te odiar?”
“Ele já é quase um adulto.”
“Vou pensar”, disse ela.
Um filho. Que ridículo.
Durante o sono, inconsciente, pôs as mãos sobre o ventre.
“E aí, pensou no que eu te disse?”
 “Mas você vai ter que se separar. Se quiser mesmo ter um filho comigo, quero dizer.”
“Puxa, mas aí você complica muito as coisas.”
“É assim.”
Naquela noite, Evita não conseguiu dormir. Já pensava no filho mexendo em sua barriga.
“Está bem. Vai se chamar Francisco.”
“Como você sabe que vai ser homem?”
“Quero um filho macho.”
Na manhã seguinte, Evita acordou em meio a uma poça vermelha.

Conto escrito para o encontro de 09/06/2015



Daniela Ribeiro é jornalista, trabalhou nas indústrias fonográfica e cinematográfica e atualmente é mestranda em Teoria Literária e Literatura Comparada na UERJ. Frequenta o Clube da Leitura desde junho de 2013.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O livro do desassossego, de Fernando Pessoa

O Caderno Vermelho, por Leo Almeida

Diatribe, por Vivian Pizzinga