ESTUDO SOBRE O SILÊNCIO NÃO SIGNIFICANTE. SEIS DA TARDE NUMA RUA DO JARDIM BOTÂNICO, por Daniela Ribeiro

Vruuuummmm. Vruuuum. Ha! Ai!!! Hahaha. Um dois, três eeee… já! Posso ir???… Pode!!!
Piu-piu-piu-piu. Bem-te-vi!!!
Popopopopopopopopopopopopopopopopopo, vroummmmmm.
“O menininho entrou aqui me perguntando se ele estava atrasado/ eu perguntei, que horas [e a sua aula? Ele disse, quatro e meia. São seis e dez, hahaha.” “Meu Deus do céu, hahaha.”
Bi-bi. Bi-bi-bi-bi.
"Boa tarde." "Boa tarde.”
"U-hu! Mamãe?”
“Olha a tia Júlia! hahaha.”
“De nada. Mas eu te disse que não precisava nada disso, blablabla…”
Piu. Piu. Piu.
“Hoje tem seleção, hoje. Vamos ver no que vai dar.”
“ Ó, saiu um café agorinha. Vai lá!
Vruuuuuummmm. Vrrruuuuuuummmmm.


(Conto lido no encontro de 06/09/2016 com premiação de segundo lugar)

Daniela Ribeiro é uma relação de forças 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O livro do desassossego, de Fernando Pessoa

O Caderno Vermelho, por Leo Almeida

Asas de papel, por Carmen Belmont